A importância dos exercícios físicos nessa época de pandemia
  quarta, 23/06/2021, às 17:06

A importância dos exercícios físicos nessa época de pandemia

Ingressar no ensino superior é uma tarefa sempre complicada. E encarar essa missão num cenário pandêmico é algo mais difícil ainda. Por isso, tudo que puder ser feito no intuito de que os efeitos colaterais decorrentes desse momento possam ser minimizados certamente será algo muito bem-vindo. Nesse sentido, nada melhor do que priorizar aquilo que pode fortalecer não só o corpo, mas também a mente, não é mesmo? Sim, estamos falando da importância dos exercícios físicos durante esse período de tantas (e necessárias) restrições.

Depressão, insônia, crises de ansiedade. Problemas sérios como esses vêm sendo potencializados diante do isolamento social, das incertezas decorrentes da pandemia e do aglomerado de notícias ruins que chegam até nós, dia após dia. É nesse contexto que os exercícios físicos podem se tornar um dos protagonistas do nosso bem-estar e da nossa rotina.  Eles melhoram o nosso humor, diminuem o poder de ação dos fatores que comprometem a qualidade do sono, melhoram a oxigenação cerebral bem como o funcionamento do cérebro como todo. Eles dão um importante incremento à nossa disposição para encarar os desafios diários e nos ajudam a adotar uma postura mais positiva mesmo diante de uma conjuntura tão desgastante como tem sido essa que o mundo inteiro tem vivenciado há mais de um ano.

Ações simples podem fazer muita diferença  

Subir escadas, caminhar e correr dentro de casa (para quem dispõe, claro, de um espaço minimamente propício para isso), fazer exercícios funcionais (que exigem poucos recursos para que possam ser realizados – sendo o peso do próprio corpo o mais importante deles) são ótimas pedidas. Numa época em que pesquisas têm revelado um crescente nível de sedentarismo e obesidade na população brasileira, o importante é não ficar parado. Mas as dicas não param por aqui.

O equilíbrio sempre deve ser buscado

Você pode fazer sim tudo isso por conta própria desde que saiba encontrar um equilíbrio, ou seja, desde que não exagere na intensidade daquilo que você se propôs a cumprir e respeite os limites do seu corpo. Contudo se você acha que não consegue fazer essas observações sozinho (o que é perfeitamente comum) o ideal é que você busque o acompanhamento de um profissional especializado que possa lhe indicar um programa de exercícios físicos realmente compatível com os resultados que você espera obter. Hoje em dia há inúmeros aplicativos que podem nortear de forma bastante eficiente essa busca pela melhora na qualidade de vida. Mas nada disso substitui o valor do auxílio de um profissional da educação física.

OBSERVAÇÃO DE EXTREMA RELEVÂNCIA 

 Outro ponto importante de ser ressaltado é: antes de começar a mergulhar de vez nos exercícios é sempre importante que você possa dispor de um aval médico para tanto, até mesmo para que você já possa entender melhor o que pode e o que não pode fazer (no que se refere a esse tipo de atividade). No mais, aproveite sua juventude para ser cada vez mais saudável e feliz!  

Comente!